twitter
    ' Siga,Futebol Da Hora :)

8 de mai de 2011

DECADÊNCIA AOS QUATRO VENTOS (Por Claudio Coelho)

     Analisemos alguns fatos inerentes ao nosso futebol atual... Primeiro, a Libertadores. Nossos grandes clubes, até então favoritos ao título, foram todos eliminados de forma vexatória nesta semana. Fluminense, Inter, Grêmio e Cruzeiro comeram o pão que o diabo amassou e deixaram escapar por entre os dedos o trabalho de todo o primeiro semestre. Mas este não é o foco desta análise. Continuemos refletindo...
     Onde estão os nossos craques, os camisas 10 do nosso futebol? A maioria esmagadora dos grandes jogadores brasileiros atua no exterior. Os que pintam por aqui estão todos em fim de carreira. Pensemos nos elencos atuais que disputarão o brasileirão: O craque do Palmeiras é um... chileno! O camisa 10 do Inter é... argentino! No Fluminense, quem carrega o piano e é, talvez, o jogador mais decisivo, é o Conca... argentino! Inclusive, a falta de novos nomes é tão grande que já existe um coro pedindo Conca na seleção canarinho! No Vasco, Diego Souza ainda não chegou perto de ser tão incisivo quanto se espera dele. Felipe, o craque, está com 33 anos. Inclusive, o clube contratou, há alguns meses, outra grande aposta do futebol... argentino!
     Pelos nossos gramados, os jogos mais parecem touradas! Velocistas jogando futebol. Botinudos vestindo as camisas de nossos times mais tradicionais... Pra completar, o disparate da arbitragem! Nesta semana, Alecsandro, do Vasco foi punido com cartão amarelo porque comemorou seu gol, o primeiro no empate em 2 x 2 com o Furacão, homenageando seu pai com uma... careta! Neymar já foi suspenso e até expulso porque tirou a camisa, "ato extremamente ofensivo e desrespeitoso" aos botinudos adversários que o caçam em campo, durante a alegria da comemoração de um gol!
     Enfim, as coisas vão de mal a pior! Nosso futebol está feio e ranzinza. A Europa venceu. O dinheiro comprou a alegria. O brasileiro não desaprendeu a jogar bola, mas os craques estão espalhados pelos campos de pelada nos fins de semana, já que ficou muito difícil ingressar em um clube sem ajuda de um empresário! Neste momento, mais que ter dinheiro, é preciso inteligência! Afinal, em que lugar do mundo dá pra montar um time e pensar em ser campeão pegando jogadores desconhecidos em campos de pelada de fim de semana? Se daria certo, eu não sei... Mas, se eu fosse dirigente, tentaria a sorte...

Nenhum comentário:

Postar um comentário